Instituto da Tireoide e Laringe

A imagem mostra um exame de laringoscopia sendo realizado em um paciente masculino. O paciente está com a boca aberta, e um profissional de saúde, utilizando luvas, insere laringoscópio na boca do paciente. A cena é capturada em close, focando na boca e no instrumento, e parte do rosto do paciente é visível, incluindo o nariz e o queixo. A imagem é clara e bem iluminada, típica de um ambiente clínico.

Tudo sobre laringoscopia: preparação, procedimentos e cuidados pós-exame

Vai passar pelo exame de laringoscopia? Entender o que esperar pode aliviar a ansiedade e garantir uma experiência mais tranquila. Neste guia, vamos explorar tudo sobre a laringoscopia, incluindo como se preparar, os diferentes tipos de procedimentos e os cuidados necessários após o exame.  

Continue lendo para descobrir todos os cuidados que você deve ter para garantir um exame seguro e eficaz. 

O que é o exame de laringoscopia? 

A imagem mostra um exame de laringoscopia sendo realizado em um paciente masculino. O paciente está com a boca aberta, e um profissional de saúde, utilizando luvas, insere laringoscópio na boca do paciente. A cena é capturada em close, focando na boca e no instrumento, e parte do rosto do paciente é visível, incluindo o nariz e o queixo. A imagem é clara e bem iluminada, típica de um ambiente clínico.

A laringoscopia é um exame médico essencial para identificar problemas na boca, garganta, laringe e cordas vocais, como câncer de cabeça e pescoço, bem como sintomas de rouquidão persistente e alterações na voz. Durante o procedimento, o médico examina detalhadamente essas áreas para detectar possíveis anomalias ou doenças. 

 

 

Tipos de laringoscopia: direta, indireta e videolaringoscopia 

Existem três tipos principais de laringoscopia: direta, indireta e videolaringoscopia. Vamos conhecê-las mais detalhadamente? 

A imagem mostra um detalhe de um exame de laringoscopia direta. Um profissional de saúde, com luvas, segura um laringoscópio flexível, um instrumento usado para visualizar o interior das vias aéreas ou outras cavidades do corpo. O foco está nas mãos do profissional e na ponta do laringoscópio, que parece ter uma luz para iluminação interna durante o exame. O ambiente ao fundo é borrado, indicando um cenário clínico com equipamentos médicos. A luz é suave, e a imagem transmite um aspecto prático e profissional da medicina.Laringoscopia direta 
Este tipo de laringoscopia é realizado em ambiente cirúrgico e é reservado para procedimentos invasivos. Sob anestesia geral, um tubo chamado laringoscópio é cuidadosamente inserido pela boca do paciente.  

Esse procedimento permite uma visualização clara e direta da laringe, sendo essencial para intervenções como cirurgias e biópsias na laringe.

 

Laringoscopia indireta 
A laringoscopia indireta faz parte do exame físico das vias aéreas superiores e é conduzida durante uma consulta médica. Este método não requer o uso de instrumentos de fibra óptica, sendo uma abordagem prática e eficaz para uma avaliação inicial da laringe.  

É uma técnica importante para detectar anomalias que podem necessitar de exames mais detalhados posteriormente. 

A imagem mostra uma paciente feminina durante um de laringoscopia. A paciente está com a boca aberta, e um profissional de saúde, que usa luvas, está inserindo um laringoscópio na boca dela. A paciente está vestida casualmente em uma blusa de gola alta, e a cena é capturada em um ambiente clínico com fundo neutro, focando nas expressões faciais da paciente e nas mãos do profissional.Videolaringoscopia 
Na videolaringoscopia, utiliza-se uma fibra óptica rígida, conhecida como endoscópio, conectada a um sistema de vídeo. Durante o procedimento, o paciente é orientado a permanecer sentado e com a boca aberta para o posicionamento adequado do endoscópio.  

Esta técnica proporciona uma visualização ampliada e detalhada da laringe, sendo extremamente útil para diagnósticos precisos e monitoramento de condições laringológicas.

 

 

Como se preparar para o exame de laringoscopia? Orientações para o paciente 

A preparação adequada é fundamental para garantir a eficácia do procedimento e o conforto. 

Preparação para laringoscopia direta 

Este é um procedimento mais invasivo e realizado sob anestesia geral, exigindo cuidados específicos antes e depois do exame. 

Jejum 

É imprescindível que o paciente mantenha um jejum de pelo menos 8 horas antes do exame. Isso é necessário para garantir a segurança do procedimento sob anestesia geral e para evitar complicações como náuseas e vômitos. 

A imagem mostra uma consulta médica com três pessoas em um ambiente clínico. À esquerda, uma médica, com jaleco branco e óculos, parece estar conversando ou dando orientações. Ao centro e à direita, um casal, provavelmente paciente e acompanhante, parece estar interagindo com a médica. A mulher está sorrindo e parece relaxada, enquanto o homem, também sorrindo, coloca a mão sobre o ombro dela, transmitindo apoio. Eles estão em pé, e a médica está sentada. O ambiente tem paredes azuis e uma mesa branca com alguns objetos, sugerindo um consultório médico. A cena transmite uma atmosfera amigável e de suporte durante a consulta.Acompanhante 

O paciente deve vir acompanhado de um adulto maior de 18 anos. O acompanhante será fundamental para auxiliar o paciente após o exame, especialmente devido aos efeitos da anestesia, que podem deixar o paciente temporariamente incapaz de tomar decisões ou cuidar de si mesmo de forma adequada. 

 

Preparação para laringoscopia indireta e videolaringoscopia 

Já esses dois outros métodos são mais simples e menos invasivos, embora ainda exijam cuidados importantes. 

Período de jejum 

É recomendável que o paciente mantenha um jejum de pelo menos duas horas antes do exame. Isso é necessário porque a introdução de aparelhos pela boca ou nariz pode causar desconforto e reflexo de náuseas em algumas pessoas. Portanto, evite refeições pesadas antes do procedimento. 

Posição durante o exame 

O paciente deve permanecer sentado durante o exame. Isso ajuda no posicionamento adequado dos instrumentos e facilita a visualização das estruturas da laringe. 

Colaboração do paciente 

É fundamental que o paciente esteja acordado e colaborativo durante a laringoscopia. O exame é uma inspeção dinâmica que requer que o paciente movimente a língua, fale e respire, permitindo que o médico avalie a movimentação das estruturas na região da faringe e laringe. 

Quais são os cuidados após o exame? 

Na recuperação após laringoscopia, é importante seguir algumas orientações: 

Não dirigir 

Após a realização da laringoscopia direta, o paciente não deve dirigir. A anestesia geral pode afetar a coordenação motora e a capacidade de concentração, tornando perigoso operar veículos ou máquinas. É aconselhável que o paciente descanse e evite atividades que exijam atenção total por um período recomendado pelo médico. 

Refeições 

Uma hora após o término do procedimento, o paciente pode voltar a se alimentar normalmente. Não há restrições específicas quanto ao tipo de alimentos, mas é recomendável evitar comidas muito quentes para não irritar a garganta. 

Sensação de desconforto 

É comum sentir algum desconforto na garganta após o exame, mas isso tende a desaparecer dentro de algumas horas. Se o desconforto for intenso, é apropriado tomar medicamentos para aliviar os sintomas, como analgésicos ou anti-inflamatórios. O médico que solicitou o exame deve fornecer a prescrição e a dosagem adequada para esses medicamentos. 

Monitoramento de sintomas 

Caso apareçam outros sintomas, é essencial entrar em contato com o médico responsável, que poderá avaliar o caso e fornecer as orientações para a melhor recuperação do paciente. 

Agora que você sabe dos cuidados necessários antes e após a realização dos diferentes tipos de laringoscopia, siga estas orientações para garantir um exame tranquilo e seguro. Se você for realizar uma laringoscopia, lembre-se da importância de cada etapa da preparação e recuperação. 

No Instituto da Tireoide & Laringe, somos especializados na realização desses exames. Caso tenha dúvidas ou precise de mais informações, entre em contato conosco. Estamos à disposição para ajudar e garantir que sua experiência seja a melhor possível. 

 

Dr. Francisco Amorim   CRM 14221
Cirurgião de Cabeça e Pescoço
Diretor Técnico do Instituto da Tireoide & Laringe

O que é a laringoscopia e para que ela serve?

A laringoscopia é um exame médico usado para examinar a boca, garganta, laringe e cordas vocais. Ela ajuda a identificar problemas ou doenças nessas áreas. 

Quais são os tipos de laringoscopia?

Existem três tipos principais de laringoscopia: 

  • Laringoscopia direta: realizada em ambiente cirúrgico sob anestesia geral. 
  • Laringoscopia indireta: feita durante a consulta médica sem necessidade de instrumentos de fibra óptica. 
  • Videolaringoscopia: usa um endoscópio com sistema de vídeo para uma visualização detalhada da laringe. 

Como devo me preparar para uma laringoscopia direta?

Para a laringoscopia direta, é necessário manter um jejum de pelo menos 8 horas antes do exame, vir acompanhado por um adulto maior de 18 anos, e não dirigir após o exame devido aos efeitos da anestesia geral. 

Quais são os cuidados após a laringoscopia?

Após o exame, siga estas orientações: não dirija após a laringoscopia direta, pode se alimentar uma hora após o procedimento, evitando alimentos muito quentes, e se houver desconforto na garganta, tome analgésicos ou anti-inflamatórios conforme prescrição médica. Se surgirem outros sintomas, contate o médico responsável para orientação e avaliação. 

O que devo fazer se sentir desconforto ou outros sintomas após a laringoscopia?

É comum sentir algum desconforto na garganta que desaparece em algumas horas. Se os sintomas forem intensos ou surgirem outros sintomas, entre em contato com o médico responsável para orientação e avaliação. 

 

Abrir bate-papo
Olá, Precisa de ajuda?