Instituto da Tireoide e Laringe

Dia Mundial da Tireoide
Informação e conscientização ainda são ferramentas importantes no diagnóstico e tratamento das doenças da tireoide

O Dia Mundial da Tireoide é celebrado a cada 25 de maio, com o objetivo de conscientizar a população da importância dessa glândula para a nossa saúde. 

Mantenha-se informado e saiba como prevenir doenças que podem afetar a tireoide. 

O que é a tireoide e qual sua importância?

As doenças da tireoide estão entre os distúrbios hormonais mais prevalentes em todo o mundo. A tireoide é uma glândula endócrina que fica na parte inferior do pescoço, logo abaixo do pomo de Adão, o famoso “gogó”. Ela possui dois lobos laterais unidos na linha média por um istmo, parecendo uma borboleta. Essa glândula produz os hormônios essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo.  

Esses hormônios são produzidos durante toda a nossa vida e são eles que controlam o nosso metabolismo, crescimento e desenvolvimento corporal.  

A tireoide pode sofrer alterações

As alterações hormonais da glândula são facilmente identificáveis e tratáveis. No entanto, se não forem diagnosticadas ou tratadas corretamente, podem causar consequências graves na saúde e qualidade de vida. 

As alterações na função da glândula tireoide muitas vezes passam despercebidas, pois os sintomas são confundidos com outras doenças como depressão, transtornos de ansiedade, problemas cardíacos ou ganho de peso. As consequências de não tratar os distúrbios da tireoide podem ser graves, especialmente em recém-nascidos, idosos e mulheres grávidas, mas se detectados e tratados prontamente, as pessoas permanecem sem sintomas, saudáveis ​​e podem levar uma vida completamente normal. 

Doenças que podem afetar a tireoide

A glândula tireoide pode ser afetada por diferentes tipos de doenças, sendo as mais frequentes aquelas que alteram a sua função. As cinco doenças mais comuns encontradas na tireoide, são:  

  • Hipotireoidismo 
  • Hipertireoidismo 
  • Distúrbios de bócio/deficiência de iodo 
  • Tireoidite de Hashimoto 
  • Câncer de Tireoide. 
 
Hipotireoidismo  

A baixa produção do hormônio tireoidiano é chamada de Hipotireoidismo, e nesse caso o metabolismo fica mais lento, parecendo sintomas de “falta de energia”, “cansaço” e podendo afetar indivíduos de todas as idades. O Hipotireoidismo Congênito precisa de diagnóstico e terapia precoce para prevenir danos cerebrais à criança.  

Hipertireoidismo  

Por outro lado, o excesso de hormônio tireoidiano é conhecido como Hipertireoidismo, e nele o metabolismo é acelerado, o que pode causar alterações importantes no sistema cardiovascular. Ocorre devido ao funcionamento hiperativo da glândula tireoide, que acelera o metabolismo do corpo. Os principais sintomas do Hipertireoidismo podem incluir perda de peso, tremores nas mãos, batimentos cardíacos rápidos ou irregulares, entre outros. 

Bócios 

Outra alteração na tireoide que comumente chega em nosso consultório são os bócios – alterações estruturais da tireoide que podem se manifestar com a formação de nódulos e aumento de volume de toda a glândula. Estudos epidemiológicos indicam que 1% dos homens e 5% das mulheres têm nódulos tireoidianos clinicamente detectáveis ​​e que a prevalência aumenta com a idade e em comunidades com deficiência de iodo. Esses nódulos podem ou não estar associados à alteração funcional da glândula tireoide. 

Tireoidite de Hashimoto  

A Tireoidite de Hashimoto é uma doença autoimune na qual as células de defesa do nosso organismo atacam a própria glândula, levando a alterações em sua função hormonal.  

Câncer de Tireoide 

Dentre as enfermidades que podem acometer a tireoide, devemos enfatizar o câncer. O câncer de tireoide é um tipo de neoplasia da cabeça e do pescoço que acomete com mais frequência as mulheres com idade acima dos 50 anos. Essa patologia pode surgir de forma silenciosa e progredir sem sintomas durante anos. Quando os sintomas surgem, tais como: caroço (nódulos) ou inchaço no pescoço, rouquidão e dificuldade para engolir; esses podem ser sinal de um câncer na tireoide em estágio mais avançado. Nódulos na tireoide são muito frequentes, no entanto, nem sempre são indicativos de lesão maligna. 

Como prevenir doenças na tireoide? 

Existem algumas orientações para prevenir certas doenças e manter o bom funcionamento da glândula tireoide, como adoção de hábitos de vida saudáveis, por exemplo:  

  • Manter uma dieta saudável com ingestão suficiente de iodo, selênio e ferro. 
  • Não fumar.  
  • Não consumir bebida alcoólica em excesso. 
  • Controlar o stress. 
  • Dormir bem o suficiente. 
  • Praticar exposição segura ao sol para manter níveis adequados de vitamina D. 
  • Fazer atividades físicas. 
  • Fazer check-up regular e monitoramento da função da tireoide – importantes para detecção precoce e tratamento de possíveis problemas na tireoide. 

Nos últimos anos, houve avanços importantes no diagnóstico e tratamento das doenças da tireoide na população brasileira. Muitos desses avanços são resultados de campanhas de conscientização e compreensão das pessoas sobre as doenças da tireoide, seus sintomas, prevenção e os tipos de tratamentos.  

Por isso, no Dia Mundial da Tireoide, vamos refletir sobre a importância dessa glândula em manter a harmonia em nossas vidas.  

Dr. Francisco Amorim   CRM 14221
Cirurgião de Cabeça e Pescoço
Diretor Técnico do Instituto da Tireoide & Laringe

Abrir bate-papo
Olá, Precisa de ajuda?