WeCreativez WhatsApp Support
Vamos agendar Sua Consulta?
Olá! Como Posso Ajudar? 😉

Conheça as vantagens da Laserterapia na reabilitação dos Distúrbios Vocais

 

O ITL oferece para os seus pacientes terapia e tratamento com laserterapia na reabilitação dos DISTÚRBIOS VOCAIS. 

É notada a ação biomoduladora do laser de baixa potência (LBP) na aceleração do processo de reparo tecidual, na redução de dor (efeito analgésico) e na redução de edema, além do efeito anti-inflamatório, que varia de acordo com a forma de administração e dosimetria utilizadas. laserterapia tem sido utilizada como possibilidade terapêutica, não invasiva, pontual, fotodinâmica e sistêmica. E traz como respostas diretas ou primárias os efeitos bioquímicosefeitos bioelétricos, os quais produzem alterações reguladoras do potencial de membrana celular. E como respostas indiretas ou secundárias à estimulação da microcirculação (estímulo vasodilatador), estimulação de tecido de granulação – feridas e úlceras, regeneração das fibras nervosas dos nervos periféricos, regeneração linfática e de tecido ósseo. 

Durante a produção vocal, acontecem microlesões e inflamações, as quais se manifestam como sinais e sintomas vocais decorrentes dos traumas mecânicos, sendo comum o surgimento de edema e fadiga vocal. Na prática clínica, o tratamento de fadiga vocal varia desde a redução do esforço fonatório a exercícios e orientações de higiene vocal, que reduzem a resposta inflamatória. 

Quando um processo inflamatório é desencadeado, o tratamento busca a reparação tecidual de modo a manter a funcionalidade do músculo. A inflamação do tecido da laringe, incluindo as pregas vocais, impede a vibração livre da mucosa, o que altera a qualidade da voz. Assim, toda ação que promova a otimização da drenagem tecidual e acelere o processo inflamatório, teoricamente, pode trazer importantes benefícios. 

Tem-se observado na clínica fonoaudiológica, especificamente na área da terapia de voz, que a utilização do LBP tem crescido nos últimos anos. Alguns terapeutas que trabalham com profissionais da voz com alta demanda vocal, como cantores, atores, pastores e professores, tem utilizado esse recurso com o objetivo de acelerar a recuperação da voz. Os estudos disponíveis sugerem que o LBP pode ter um efeito na redução da fadiga vocal. Tem-se observado na prática clínica a possibilidade de aumento na produção de colágeno e redução de estresse oxidativo nos tecidos das pregas vocais e tecidos adjacentes da laringe. Verifica-se uma ação moduladora, antioxidante, com redução da fadiga vocal e promoção de uma organização celular eficiente para a fonação, após a aplicação do LBP. 

No ITL, em relação ao uso desse recurso, alguns pacientes relatam uma melhora imediata à aplicação do LPB na qualidade da voz e uma melhor produção sonora no desempenho de suas funções. Temos utilizado com pacientes com PARALISIA DE PREGAS vocais e obtido bons resultados. 

 

Dr. Francisco Amorim  CRM 14221

Cirurgia de Cabeça e Pescoço

Diretor Técnico do Instituto da Tireoide & Laringe