Instituto da Tireoide e Laringe

VOZ ROUCA – QUANDO É PREOCUPANTE? CAUSAS, TRATAMENTOS E DICAS PARA CUIDAR DA VOZ

Em um mundo globalizado e cheio de tecnologias, as pessoas usam frequentemente a voz como instrumento do seu trabalho e comunicação interpessoal. Por isso as alterações na qualidade vocal são sempre um sinal de que devemos ficar atentos e procurar investigar a causa. 

Uma alteração muito comum é a rouquidão. Mas, quando ela é preocupante? Neste artigo, vamos abordar as principais causas da voz rouca e quais doenças podem estar associadas a ela.  

 

tres mulheres jovens conversam e sorriem ao redor de uma mesa O que é rouquidão? 

A rouquidão é o distúrbio da comunicação humana mais comum que aparece ao longo da vida das pessoas, portanto, sendo um sintoma que se caracteriza pela alteração na qualidade da voz. Quase 30% da população mundial terá algum distúrbio da voz pelo menos uma vez na vida. Com a rouquidão, a voz torna-se mais áspera e com um tom diferente; deixa de ser uma voz que agrada aos ouvidos – afinada, harmoniosa e eufônica (a voz normal da pessoa), e passa a ser uma voz disfônica (voz com alteração na sua produção e qualidade). 

Ela pode ser causada por diversas doenças que afetam a laringe e causam a disfonia. Pode apresentar-se de forma rápida e passageira, ou progressiva e definitiva, podendo significar desde uma doença benigna até mesmo uma enfermidade de natureza mais agressiva, como o câncer de laringe. 

Quais são suas causas? 

A voz rouca é um sintoma de algo anormal para o nosso corpo, e não deve ser sempre considerada uma casualidade passageira. Algumas situações podem desencadear a rouquidão constante que pode permanecer por dias, meses e até anos; acompanhada de tosse, dor, pigarro e outros sintomas. Dentre as enfermidades benignas mais frequentes na laringe que podem desencadear a voz rouca, podemos citar: 

  • Nódulos (popularmente conhecidos como calos na voz); 
  • Pólipos; 
  • Cistos; 
  • Granulomas; 
  • Edema de Reinke; 
  • Alergias e inflamações na garganta; 
  • Refluxo gastroesofágico; 
  • Tosse crônica; 
  • Resfriados comuns ou infecções respiratórias. 

Já as enfermidades mais graves, são: 

  • Sequelas de intubação (estenose) – paciente que fica internado na UTI com tubo traqueal por alguns dias, para manter a ventilação mecânica; 
  • Papilomatose Laríngea, atribuída ao Vírus do Papiloma Humano (HPV), 
  • Leucoplasias (manchas na boca que podem mostrar sinais precoces de câncer); 
  • Tumores; 
  • Câncer de cabeça e pescoço.

 homem jovem sobre fundo cinza sentindo incomodo com a voz rouca coloca a mao garganta Como o estilo de vida impacta na qualidade da voz? 

As lesões na voz podem ser causadas pelo seu uso constante de maneira inapropriada e/ou hábitos de vida não saudáveis, como: 

  • Falar alto; 
  • Pigarrear; 
  • Pouca ingestão de líquidos ao longo do dia; 
  • Uso de cigarro e consumo bebida alcoólica em excesso.  

De modo geral, o tabagismo é o grande vilão das pregas vocais e quando associado ao excesso de bebida alcoólica e refluxo faringolaríngeo, poderá desencadear efeitos adversos na saúde vocal. 

O ato de consumir diariamente o tabaco faz com que as substâncias cancerígenas presentes na sua fumaça entrem em contato diretamente com mucosa da laringe, principalmente nas pregas vocais, sendo o cigarro o principal fator de risco para câncer de laringe. Lembre-se que o consumo de tabaco poderá acometer também as pessoas que não fumam, mas que convivem com o fumante. 

Então, quando devemos nos preocupar com o sintoma da voz rouca? 

Veja agora quando esse sintoma merece atenção médica: 

  • Quando durar mais do que 2 semanas (sem relação com estado gripal ou resfriado); 
  • Voz mais grave ou aguda, cansada, trêmula ou fraca; 
  • Mudança súbita na qualidade da voz; 
  • Grande esforço para falar; 
  • Voz rouca associada à dificuldade para respirar; 
  • Quando prejudicar o exercício da sua profissão ou qualidade de vida; 
  • Rouquidão associado com a presença de caroços (linfonodos) palpáveis no pescoço. 

 

Segundo a Academia Brasileira de Laringologia e Voz, o câncer de laringe é um dos mais recorrentes no Brasil e o diagnóstico precoce é fundamental, pois as chances de cura são maiores que 90% quando detectado no estágio inicial. 

Tratamentos para rouquidão: opções ideais para cada caso  

Existem diversas opções médicas e terapêuticas que podem ser utilizadas no tratamento da voz rouca, dependendo da causa do problema. Entre elas, podem ser indicados: 

Medicamentos  

Indicados para reduzir os sintomas e tratar a causa subjacente do problema, devem ser usados de acordo com a prescrição médica. 

Anti-inflamatórios podem ser utilizados para reduzir a inflamação nas cordas vocais. Já os antibióticos são indicados quando a rouquidão é causada por uma infecção bacteriana, como a faringite ou a laringite bacteriana. Os antialérgicos, por sua vez, podem ser utilizados para tratar alergias respiratórias, como rinite ou sinusite. 

Cirurgias 

Quando a causa da rouquidão é devido a lesões benignas (cistos e pólipos, por exemplo), a cirurgia é a opção mais indicada para o tratamento. A remoção cirúrgica dessas lesões pode ajudar a restaurar a qualidade vocal e prevenir o agravamento do problema. Se tratando de neoplasia maligna da laringe, a proposta de tratamento cirúrgico (bem como o tipo de cirurgia e a extensão da intervenção) vai depender da localização e da gravidade da lesão e do estágio do câncer.  

Radioterapia e quimioterapia também fazem parte do arsenal terapêutico para câncer de laringe, e a indicação desses tratamentos vai depender do local acometido pelo tumor, assim como o tamanho da lesão e a condição clínica do paciente. 

fonoaudiologa faz terapia da voz com paciente dentro de seu consultorio Terapia da voz 

A terapia da voz pode ser uma opção de tratamento indicada para casos de rouquidão causada por uso excessivo ou abuso vocal; como em casos de professores, cantores e palestrantes. Essa terapia consiste em exercícios e técnicas vocais que ajudam a melhorar a qualidade vocal, reduzir o esforço nas cordas vocais e prevenir lesões.  

Durante a terapia da voz, realizada por um profissional especializado em fonoaudiologia ou otorrinolaringologia, o paciente é orientado a praticar exercícios de respiração, relaxamento e vocalização; além de aprender técnicas para utilizar a voz de forma mais eficiente e saudável.  

Como prevenir a rouquidão e cuidar da saúde vocal: dicas 

Para cuidar bem da sua voz, é importante adotar hábitos saudáveis, como: 

  • Beber bastante água para manter as cordas vocais hidratadas ao longo de todo o dia; 
  • Evitar o consumo excessivo de álcool e tabaco; 
  • Fazer exercícios vocais regulares para fortalecer os músculos da laringe; 
  • Cuidar da postura ao falar, evitando forçar a voz ou falar em volumes muito altos, especialmente em ambientes ruidosos; 
  • Diminuir o uso de fones de ouvido, pois podem estimular a fala mais alta, causando esforço excessivo nas cordas vocais; 
  • Respeitar os limites da própria voz e descansar quando necessário, evitando o excesso de uso vocal e o cansaço das cordas vocais.  

Caso ocorra rouquidão frequente ou persistente, é importante procurar um médico especialista (ORL- Laringologista) para avaliar a saúde das cordas vocais e indicar o tratamento adequado, se necessário. 

Leia também: Semana Mundial da Voz – dicas e cuidados 

mulher jovem vestindo uma blusa azul sobre fundo cinza grita com a mao na lateral do rosto A importância do diagnóstico precoce 

Agora você já sabe que a voz rouca é o principal sintoma quando a lesão acomete a corda vocal, e que a sua identificação precoce determinará não somente um tratamento eficaz, mas a manutenção da voz. Um dos graves problemas dos pacientes que negligenciam o sintoma é que muitas vezes chegam ao nosso consultório quando a doença já está avançada, e isso poderá significar consequências mais graves. 

Por isso, em caso de rouquidão persistente por dias ou semanas, principalmente se você fuma, procure ajuda no Instituto da Tireoide & Laringe, referência em cuidados com a sua voz. 

Lembre-se: quanto mais precoce for o diagnóstico, melhores são as chances de cura. Sua voz agradece! 

 

Perguntas Frequentes 

  1. O que pode deixar a voz rouca?

Vários podem ser os motivos da rouquidão na voz, incluindo gripes, resfriados, alergias, cistos, nódulos, pólipos, tumores e câncer. 

  1. Quando a voz rouca é preocupante?

Quando a rouquidão na voz persiste por vários dias ou semanas, é importante procurar ajuda médica para descobrir a causa e tratar, se necessário. 

  1. Voz rouca tem tratamento?

Diversos são os tratamentos para rouquidão, como uso de medicamentos, cirurgias e fonoaudiologia. É importante procurar um médico especialista (ORL-Laringologista), que diagnosticará a causa e indicará o melhor tratamento para o seu caso.

 

Dr. Francisco Amorim   CRM 14221 
Cirurgião de Cabeça e Pescoço 
Diretor Técnico do Instituto da Tireoide & Laringe 

Está com a voz rouca e não sabe a causa? Consulte nosso especialista em saúde vocal. 
Abrir bate-papo
Olá, Precisa de ajuda?