JULHO VERDE – uma ESPERANÇA a mais no combate ao câncer de Cabeça e Pescoço.

Julho é o mês da conscientização mundial sobre os tumores da cabeça e do pescoço, que representam o 9° tipo de câncer mais comum no mundo. Particularmente, o dia 27 de julho é considerado o Dia Mundial de Prevenção do Câncer de Cabeça e Pescoço , por isso, essa ação é também denominada de Julho Verde.  

O Jullho Verde é uma campanha educativa e esperançosa com o objetivo de chamar a atenção para os tumores da cabeça e do pescoço, cujos sintomas iniciais muitas vezes são negligenciados pelos pacientes (devido à falta de informações das pessoas sobre a doença), e algumas vezes pelos próprios profissionais de saúde (não especialistas), o que acaba por propiciar uma triste realidade nos ambulatórios da especialidade.     

Uma grande maioria dos casos são diagnosticados em uma fase já avançada do câncer e isso compromete o prognóstico e a qualidade de vida dos nossos pacientes. A boa notícia, diante desta triste realidade, é que quando um câncer é detectado em sua fase inicial, são grandes as chances de sucesso no tratamento.  

O QUE É O CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO? 

São lesões malignas que podem aparecer na boca (inclui lábios, língua, assoalho da boca e palato – mais conhecido como céu da boca); seios da face, representados pelos seios maxilares – frontais, etmoidais e esfenoidais; faringe, representada pela nasofaringe, atrás da cavidade nasal, orofaringe (onde se encontra a amígdala e a parte posterior da língua – base da língua – e hipofaringe (porção final da faringe, junto ao início do esôfago). O câncer de cabeça e pescoço pode estar presente na laringe (onde estão localizadas as pregas vocais), assim como em outras estruturas, como glândulas salivares, glândula tireoide e paratireoide e linfonodos do pescoço.  

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano espera-se cerca de 1,5 milhão de novos casos de câncer de cabeça e pescoço e cerca de 460 mil mortes por essa doença no mundo. No Brasil, a previsão para o ano de 2022 é que sejam diagnosticados mais de 36 mil novos casos de câncer de cabeça e pescoço, sendo que desses, um pouco mais de 19 mil acometerão os homens e 17.140, as mulheres. Esse total representa a somatória dos cânceres da boca, laringe e tireoide. O diagnóstico e o tratamento tardio estão entre os principais problemas para o sucesso na cura desse tipo de câncer, que tira a vida de mais de 13 mil brasileiros por ano. 

QUAIS SÃO OS FATORES DE RISCO EM RELAÇÃO AO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO?  

A maior parte dos fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço podem ser evitados, sendo os principais vilões o consumo de tabaco e bebida alcoólica. O hábito de fumar cigarro (e derivados, como: charuto, narguilé, cachimbo e, atualmente os modernos cigarros eletrônicos – vaper), é o principal fator de risco para câncer de cabeça e pescoço, e quando associado ao consumo de bebida alcoólica, essa mistura torna-se uma verdadeira explosão, que aumenta ainda mais as chances de surgir uma lesão maligna neste segmento (aumenta em 20 vezes, se comparada a uma pessoa que não consome bebida alcoólica em excesso e não fuma). Outros fatores de risco podem ser responsáveis pelo câncer de cabeça e pescoço, tais como:  

  • infecção pelo HPV – transmitido sexualmente, tem aumentado principalmente entre jovens e adultos. Cerca de 75% dos casos de câncer de amígdala e 32% dos de boca estão relacionados ao vírus HPV em homens entre 30 e 45 anos, conforme levantamento do A.C.Camargo Cancer Center; 
  • Exposição a substancias tóxicas: tais como amianto, pó de madeira, e níquel, assim como a inalação excessiva e diária de hidrocarbonetos (cola de sapateiro, gasolina, thinner), fumaças do escapamento de veículo ou mesmo fumaça de carvão apresentam impacto no surgimento destas lesões malignas; 
  • Má higiene bucal: inclusive, associada ao uso de próteses mal adaptadas também é um fator de risco que pode levar ao surgimento de feridas crônicas na boca, podendo evoluir para lesões infiltrativas de natureza maligna.  
  • Exposição a radioterapia: esse fator para tratamento de tumores também aumenta os riscos de câncer na região da cabeça e pescoço. 

SINTOMAS E PREVENÇÃO DO CÂNCER DE CABEÇA E PESCOÇO 

Os sintomas do Câncer de Cabeça e Pescoço variam conforme a região anatômica afetada, podendo aparecer manchas brancas ou avermelhadas na boca ou mesmo relatos de ferida na boca, que não cicatriza. Outro sintoma frequente é o surgimento de nódulo (s) (geralmente os pacientes referem como “caroço”) no pescoço, de crescimento lento e progressivo. Dor de garganta persistente, apresentando dificuldade e/ou dor para deglutir os alimentos podem estar presentes diante de um câncer de hipofaringe, a rouquidão ou alteração na voz (de caráter progressivo) por mais de 15 dias podem ser indicativos de um câncer de laringe principalmente entre os tabagistas. Dificuldade para respirar mesmo em posição de repouso, dor de cabeça, pequenos sangramentos pela boca ou pelo nariz, obstrução nasal, perda de peso podem ser relatados pelos pacientes.   

É importante salientar que nem todos esses sintomas podem significar a presença de um câncer de cabeça e pescoço. Por isso, é fundamental a avaliação de um médico especialista (Cirurgião de Cabeça e Pescoço) para que ele possa fazer um exame mais preciso e evitar um possível diagnóstico tardio. Podemos observar de um modo geral que as manifestações do câncer de cabeça e pescoço surgem em decorrência dos fatores de risco mencionados acima. Por isso, os cuidados com determinados hábitos de vida contribuem com o controle e prevenção da doença.  

Para prevenir esses tipos de tumores, é fundamental evitar o tabagismo e o consumo de bebidas alcoólicas em excesso; usar preservativo durante o ato sexual; tomar a vacina contra o papiloma vírus humano (HPV); manter uma higiene bucal adequada. Para afastar ainda mais os riscos desta neoplasia, inclua em sua rotina diária alimentos mais saudáveis nas refeições, faça atividade física regularmente, previna-se contra a obesidade e não deixe de realizar os exames médicos regularmente. 

 Lembre-se que as ações de conscientização a respeito da detecção precoce do câncer de cabeça e pescoço constituem o sinal VERDE da esperança de um sucesso no tratamento.  

Dr. Francisco Amorim   CRM 14221 
Cirurgião de Cabeça e Pescoço 
Diretor Técnico do Instituto da Tireoide & Laringe